Há alguns meses publiquei alguns posts sobre minha esperança de que os automóveis chineses emplacassem e tirassem algum poder do oligopólio formado pelas grandes montadoras “nacionais”.

Os chineses chegaram tímidos, com estruturas e garantias frágeis e tinham como vantagem apenas os preços baixos. Ainda assim com a promessa de trilharem o mesmo caminho que os japoneses na década de 80 e os coreanos nessa década.

Hoje fiz um test drive com dois chineses fabricados pela gigante Chery, a maior montadora chinesa com capital 100% nacional (também pudera, ela é estatal). Dirigi o Cielo (versão hatch) e o Face (monovolume com pinta de carro familiar) e vou relatar abaixo minhas impressões (lembrem-se de que não sou profissional da indústria automobilística. Sou apenas um apreciador).

O FACE

Chery Face

Design: Embora simples, o Face tem linhas modernas. Os faróis finos avançam sobre o capô, deixando clara as mãos italianas que o desenharam (Estúdio Bertone). Já a traseira não deixa dúvidas de que é um chinês e vai exigir um esforço maior para que nos acostumemos.

Conforto: Os bancos dianteiros são confortáveis e a mescla de preto e bege deixa o interior do carro agradável. Como tenho 1,85 mts, o encosto lombar não fica exatamente na lombar, mas acho que sobreviveria a uma viagem sem chegar no destino descadeirado.

Já o espaço para os passageiros que viajam atrás é surpreendente para um carro com 3,7 mts de comprimento e 2,39 mts de entre-eixos. Ajustei o banco dianteiro para a posição ideal para mim e me sentei no banco exatamente atrás para ver como ficaria. Acreditem, meu joelho nem encostou no banco da frente. Ponto para o espaço interno. Sem esquecer que o volante vem de série com regulagem de altura.

O ar-condicionado é excelente e não faz feio. A direção, para manobras, é levíssima. Contudo, em movimento, vai gradativamente ficando firme conforme aumentamos a velocidade e dá um toque de esportividade ao modelo.

Gostei muito também do sensor de ré, com um display no teto, na direção do tampão traseiro (visto pelo espelho retrovisor central), que indica a distância do objeto mais próximo conforme damos ré. Certamente uma grande ajuda para estacionar nos grandes centros urbanos.

O carro conta ainda com vidros elétricos nas 4 portas, travas elétricas, porta copos duplo no console frontal e simples para os passageiros de trás. Tem rádio com MP3 e entrada USB (mas é o plug pequenininho, então precisa de adaptador), faróis de neblina dianteiros e traseiros.

O grande ponto negativo é o minúsculo porta-malas com capacidade maior apenas que o do Kia Picanto. Mas dá pra levar duas malas pequenas e umas bugigangas sem precisar tirar o tampão. Também tem a opção de rebater os bancos traseiros (40% – 60%).

Segurança – O pequenino conta com airbag duplo, freios ABS (com controle de frenagem por roda – EBD) e barra de proteção laterais. Ítens encontrados apenas nos modelos top de linha nacionais.

Desempenho – O motor 1.3 com 84 cv surpreende positivamente. Ele entrega sua potência  e torque (11,4 kgfm) já nas baixas rotações e, com a ajuda do câmbio que é bem dimensionado, mostra uma saúde não encontrada na maioria dos populares nacionais. Estiquei a mais de 100 km/h em uma avenida de Jundiaí (a vendedora ficou apavorada….desculpe-me….não resisti) e o carrinho mostrou-se silencioso e totalmente estável. A aceleração é contínua e sem falhas e a embreagem muito macia. O câmbio poderia ter engates mais macios. Dá a impressão de que a alavanca bate um pouco mais forte que o normal quando engatamos as marchas, mas nada que o desabone (mostrou o mesmo sintoma no Cielo, então acho que não é defeito, e sim característica).

Somando tudo isso aos 3 anos de garantia sem limite de km e com socorro e carro reserva em caso de panes que exijam remoção do veículo, ficou claro pra mim que a Chery não veio a passeio como outras montadoras chinesas e coreanas que conhecemos. Também me certifiquei de que as peças de reposição já estavam no Brasil e os vendedores das duas lojas que visitei foram unânimes em dizer que a Matriz em Salto está fortemente abastecida.

Já testei Fox, Fiesta, Pálio e os demais ditos “nacionais” e estou certo de que nenhum deles entrega o que o Face entrega por seus R$ 32.900,00. Cabe aos brasileiros abrirem a mente para verem que, embora sejamos o país do futebol, nem tudo é Gol!

No próximo post vou descrever as impressões do Cielo. Estou com muito sono para continuar agora.

Fotos do Face



Anúncios

9 comentários sobre “Testei o Cielo e o Face da Chery – Quem diria…

  1. Pretendia comprar um Chery Face, mas recuei, diante do comentário altamente desabonatório, feito acima por Daniel Lummertz.
    Os fatos que ele conta e a experiência extressante que ele vivenciou, após comprar um Chery Face, assustam qualquer pretendente ao carro, ainda que o mesmo, enquanto na loja, seja atraente e tentador.
    Acrescento que estive na mesma concessionária que Daniel coprou, Atlândida Veículos, em Porto Alegre, na Av. Sertório, onde vi vários modelos e fui muito bem atendido.
    A verdade é que NÃO PODEMOS CONFIAR EM PROMESSAS dos vendedores ou da concessionário. Há que se ver os FATOS que ocorrem “pós venda”.

    1. Convido-o a acessar o site bestcars.com.br e entrar no link “teste do leitor”. Lá, escolha qualquer carro dos “nacionais” e veja a avaliacao das concessionarias. Fica claro que, se o pós venda fosse nossa única variável a analisar na compra de um zero km, andaríamos de ônibus.
      Já tive problemas sérios com quase todas as marcas. Estou HOJE precisando de um retrovisor para meu Clio que não tem previsão de chegar na concessionária de Natal (Redenção).
      De qualquer forma é sempre bom avaliar tudo com cuidado.
      Abraço e boa sorte.

  2. Caro Sr. Chery,

    Adquiri em 23 de dezembro um Chery Face, por falta de sorte no dia 01 de janeiro me bateram na lateral direita pegando as duas portas, acionei a seguradora que me indicou uma oficina para conserto, contrariando a seguradora por se tratar de um carro zero com 600 km apenas levei na autorizada Atlântida Veiculos em Porto Alegre ai começou meu pesadelo levei o carro agendei a vistoria do seguro dia o 3 de janeiro, o seguro vistoriou e aguardou o orçamento das peças na qual a revenda já me assustou dizendo que demoraria entorno de vinte dias para chegar as peças, bom enquanto não passaram o orçamento não pude pegar o carro reserva fiquei na luta com a revenda pela demora de orçamento forma varias desculpas desencontros até roubaram o computador que estava o orçamento uma trapalhada geral, de tanto eu insistir com a seguradora dia 18 de janeiro me liberaram um carro reserva por 7 dias, ontem entreguei o carro estou a pé novamente e pasmem a seguradora ainda não recebeu o orçamento o carro ainda nem foi mexido e o que a revenda me falou hoje que o responsável que estava tratando do meu assunto esta doente, me passaram outra pessoa para tentar solucionar o problema que já faz 23 dias que não conseguem resolver, vender carros baratos e prometer assistência técnica e garantia de 3 anos precisa estar preparado para isso não tem noção o transtorno que tem me causado esse fato jamais imaginaria isso, tenho filho de 2 anos que tem que levar na escola tenho trabalho que hoje tenho que depender de carona. Digo pra vocês com todo o respeito trabalho direto com o publico jamais indicarei o falarei bem da Chery e a primeira oportunidade trocarei de carro e vou nem que gaste a imprensa e todos os espaços da mídia disponível para levar minha indignação com A CHERY DO BRASIL.

    Roniel Lumertz
    Cel 51 95052018

    Chassi do chery face preto 9ujdb12b0bu001145
    Placa irm 4691

    1. Caro Roniel,

      Fiquei algum tempo sem atualizar o blog. Por isso estou autorizando seu comentário somente agora.

      Muito obrigado,

      Daniel

  3. Fui conhecer o face e gostei muito. mesmo com ar ligado, tem potencia de suficiente. o conforto para minha estatura foi otimo (1,71m).
    Vou comprar um, pois entendo que os chineses são os japoneses de 20 anos atras.

  4. Adorei a sua materia, estou pensando seriamente em trocar o meu Scenic 2.0 completo 2005 por um chery face? acha que eu faria uma boa troca?

    1. Caro André,

      Se o fator “espaço interno” é importante para você, não sei se vale a pena. Você ganharia em economia de combustível e na garantia de 3 anos. Contudo a Scenic é um excelente carro se estiver em bom estado. Se o quesito espaço não é tão importante eu trocaria sem dúvidas.
      Grande abraço e obrigado por seu comentário.

      Daniel Godoy

    1. Perguntei exatamente isso ao vendedor que me atendeu e partilho da preocupação do Nelson. Em resposta, o vendedor disse que a Chery, como estatal, tem o aval do governo chinês para fazer grandes investimentos na rede de atendimento no Brasil. Inclusive com a proposta de ter peças de reposição em abundância e sem necessidade de espera.
      Nos cabe acompanhar se essa promessa será cumprida.
      Obrigado pelo comentário, Nelson.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s