equilibristaNa primeira vez que fui a um circo, quando criança, achei fantástico, entre outras coisas, como um homem equilibrava diversos pratos girando no topo de varas. Quando um prato começava a girar mais lentamente, tendia a cair e o homem ia lá e fazia com que girasse novamente. Ele conseguia manter todos girando com muita agilidade durante muito tempo!

Daquela época para cá o mundo mudou muito e, querendo ou não, todos nos tornamos equilibristas de pratos.

Passamos a ter diversos papéis sociais divergentes e nos lançamos a uma busca incansável e urgente por coisas que sequer sabemos se queremos. Somos exigidos ao máximo em nossos empregos. Somos exigidos ao máximo em nossas famílias. Somos instruídos a criar uma rede de relacionamentos valiosa (networking), mas não temos vida social! Nos sentimos esmagados pela falta de tempo e, quando temos tempo, somos afligidos pela falta de disposição, pois estamos tão cansados de nossas tarefas que nos tornamos seres apáticos.

Cada prato do equilibrista pode ser comparado a um de nossos papéis sociais e precisamos mantê-los girando. Então como administrar tudo isso? Como buscar recursos, disposição e tempo para não deixar nenhum prato cair?

Para começar precisamos entender quem somos. A pergunta que cada um deve fazer é:  “- Quem sou eu?”. A pergunta parece óbvia e simples, mas tente sinceramente respondê-la e vai ver que é extremamente complexa. Você poderia dizer que é médico, advogado, contador, economista…..mas será que você É sua profissão? Será que se tirarmos o estetoscópio do pescoço de um médico ele deixa de existir? Se um advogado descobrir que não tem vocação para o direito ele deixa de existir? Claro que não! Nossa profissão ou atividade profissional não definem quem somos. Se achamos isso, certamente temos um grande vazio interior que preenchemos artificialmente com nossos empregos. Por que, de fato, somos muito mais. Vou explicar como saber quem somos. Faça o seguinte exercício para saber quem é você e  quais pratos são mais importantes para equilibrar:

1. Escreva num pedaço de papel todos os seus papeis sociais. Alguns poderiam ser: Pai/Mãe, Marido/Esposa, Filho(a), Irmão, Amigo, Funcionário da empresa “X”, Esportista (praticar esportes, cuidar da saúde, etc),  Estudante, Religioso ou até Lider Religioso. Talvez encontre algo em torno de 10 papéis sociais, talvez mais. (vamos lá, busque o papel e a caneta e continue lendo somente após escrever seus papéis sociais!)

2. Agora classifique esses papéis por importância numerando com “1” o mais importante, com “2” o próximo e assim por diante. Nesse ponto talvez verá que o seus papéis mais importantes não são os que você prioriza no seu dia-a-dia. Seja honesto consigo mesmo!

3. Olhe bem para sua lista e saberá quais são suas prioridades. Se, por exemplo, seu papel de pai é o mais importante seguido do papel de marido, porque se dedica tão pouco a isso?

4. Selecione os papéis mais importantes (tavez os 3 primeiros, por exemplo) e faça uma lista de ações que vai tomar para cada um, de hoje em diante, para mantê-los cuidados e para não deixá-los cair, assim como o equilibrista de pratos. Pense em coisas cotidianas e simples que pode fazer para melhorar nesses pontos. Escreva-as e coloque em um lugar visível a você.

De fato, quando sabemos quem somos e o que mais importa para nós, fica mais fácil a busca pelo tão sonhado EQUILÍBRIO. Torna possível definirmos uma estratégia para nossas vidas e, acima de tudo, nos mostra que o que realmente tem valor na vida são as pessoas que amamos. Então porque uma corrida tão grande por um cargo na empresa que vai te tomar 15 horas por dia? Porque definir seu sucesso pelo dinheiro que consegue ganhar ou pelo carro que tem?

Não é errado de forma alguma buscar o sucesso financeiro, mas ele tem que ser consequência de decisões acertadas. Mas, se para isso estamos abrindo mão do que mais importa pra nós, então talvez não tenhamos com quem compartilhar esse sucesso quando o alcançarmos e nossa vida vai se tornar tão cheia de dinheiro e, ao mesmo tempo vazia e infeliz.

O verdadeiro sucesso está em ser feliz na essência, e em ter paz de espírito e só conseguimos isso equilibrando o que mais importa e cuidando de quem amamos.

Talvez você pense: “-Mas essa dica não fala nada de dinheiro!!??”. É verdade, mas ela é a essência de um sucesso financeiro que vem acompanhado de muito mais do que dinheiro.

Responda à enquete abaixo!!!

Anúncios

3 comentários sobre “INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA – DICA 4 – A Arte do Equilíbrio

  1. primeiramente quero parabenizá-lo por tudo que o sr vem ensinando a todos que visitam seu blog, e tabm quero agradeçer por essas dicas que sempre estão de alguma forma ensinando outras pessoas que não tem esta mesma percepção que vc. isso éh oq o sr faz de melhor tenha certeza disso, e não pare nunca.

    abrçs…

    1. Muito obrigado Redher. Sempre tive pessoas preocupadas com meu sucesso e, o mínimo que posso fazer é me tornar uma dessas pessoas para quem deseja aprender.
      Obrigado pelas palavras de incentivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s