Carnê
Carnê

Agora que entendemos o que realmente tem valor e vamos passar a consumir com mais sabedoria, está na hora de começarmos a separar algum dinheiro para acumulação.

Cada vez mais acredito que os taxistas são excelentes psicólogos naturais. Eles convivem e conversam com uma variedade enorme de pessoas com diferentes visões e estilos de vida durante todo o dia e esse contato faz, de certa forma, com que sejam conselheiros, bons ouvintes e até um pouco psicólogos.

Certa vez, em um trajeto no “sossegado” trânsito de São Paulo em um táxi, o taxista e eu entramos em uma interessante conversa sobre dinheiro e, em determinado momento ele disse algo que me chamou a atenção. Ele disse: “- Pobre que não tem um carnê pra pagar, não é feliz!”. Referindo-se ao fato de que o único meio de as pessoas juntarem dinheiro (ou ativos), seria pagando um carnê. Fosse ele de um carro, de um empréstimo bancário ou da Casas Bahia.

Embora sabendo que ele falava algo que somos ensinados pelo “sistema”, (e eu não seja simpatizante de carnês ou dívidas), tirei uma lição disso. O carnê, nada mais é do que um meio de nos disciplinar. Ele nos diz a data e o valor a pagar! Se ele não existisse, gastaríamos nosso dinheiro com outra coisa. Mas como o carnê faz-nos lembrar mensalmente do compromisso de pagá-lo, separamos o dinheiro e o pagamos.

E se, ao invés de um carnê das Casas Bahia, do banco ou da loja de calçados, pagássemos mensalmente um carnê para nós mesmos?? Pensem nisso, e se tivéssemos o compromisso mensal de pagar A NÓS MESMOS 10% do nosso salário, por exemploCofrinho?

Quantas vezes pensamos: “- É impossível juntar dinheiro! Não sobra nada no fim do mês!” Claro que não sobra! E não vai sobrar nunca! Por isso, o primeiro pagamento que devemos fazer quando recebemos nosso salário é o pagamento para nós mesmos.

Faço o desafio para que, ao receberem o salário no próximo mês, separem pelo menos 10% dele, e paguem a si mesmos como se fosse um carnê. Isso mesmo! Vamos falar de investimentos nas próximas dicas. Por enquanto, esse pagamento a si mesmos pode ser feito em um fundo DI, Poupança ou Renda Fixa, pois têm baixíssimo risco e é uma boa forma de iniciar sua acumulação.

Com o tempo, perceberão que esse dinheiro passa gradualmente a não fazer falta no orçamento e que poderão utilizá-lo para ganhar mais dinheiro adiante. Vamos abordar sobre como fazer dinheiro com dinheiro em breve.

Por enquanto, esse pequeno desafio de pagarem a si mesmos primeiro, trará resultados que muitos não achavam possíveis. Experimente e comente os resultados aqui no blog, caso deseje.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s